Entre com a palavra chave

post

Primeira escola do filho: 3 dicas para ajudar os pais a escolher

Primeira escola do filho: 3 dicas para ajudar os pais a escolher

Convivemos diariamente com pais e sabemos o quanto é difícil escolher a primeira escola do filho. Pela primeira vez na família há esse afastamento entre pais e filhos e surge uma enorme preocupação com a forma que a criança será tratada na escola. Também pensamos com quem ela vai conviver, o método de ensino e a segurança em seu dia-a-dia. Essa é uma etapa extremamente importante na vida da criança. É ali que ela vai estabelecer suas primeiras relações com o aprendizado em um ambiente diferente, sem a presença dos pais. É uma fase capaz de influenciar e marcar a criança para o resto de sua vida e determinante para o desenvolvimento da sua autoconfiança.

Avalie a segurança social, física e intelectual

Crianças são elétricas e muito curiosas. Uma hora ou outra, naturalmente, algo de “errado” vai acontecer, independente de ser a primeira escola ou não. Um ralado no joelho, uma briguinha com o colega… As habilidades sociais começam a ser criadas nessa etapa e é importante que a escola dê iniciativa para as crianças e estimule sua criatividade sem nenhum tipo de agressividade ou exclusão.

A segurança física também é fundamental: a escola tem um mobiliário próprio e adequado para a idade do seu filho? Como é a política de entrada e saida da escola? Como é a estrutura? Pátio, salas, brinquedos? Tudo deve ser analisado para proporcionar a maior segurança possível para seu pequeno.  O Colégio Master, por exemplo, possui todo o mobiliário infantil especial para crianças e conta com um playground e um espaço kids totalmente pensados na segurança dos pequenos.

Metodologia

Muitos pais não se importam muito com a metodologia da escola nessa fase inicial dos filhos por associar a palavra à coisas mais avançadas, como vestibular. No entanto, o ato de brincar, que é fundamental para o desenvolvimento das crianças, está totalmente relacionado com a metodologia da escola. É importante que todas as brincadeiras sejam pensadas e executadas de forma que as crianças experimentem e compreendam as coisas do mundo e as relações sociais.

A metodologia da escola deve, obrigatoriamente, pensar na criança em todos os aspectos: intelectual, emocional, físico e social, proporcionando um desenvolvimento completo para a criança. A estrutura física da escola também influencia nisso: as crianças terão acesso a livros, a objetos que possam manipular e criar, há ambientes que a criança possa descobrir e se aventurar? É importante que a resposta dessas perguntas seja sim.

Atividades além da escola

É extremamente importante que você incentive o seu filho a realizar atividades complementares desde cedo. Isso é muito mais do que a prática de exercícios físicos para a saúde: estamos falando de desenvolvimento intelectual, maior autoconhecimento e convívio social aflorado. Opte por uma escola que ofereça outras atividades, pois, assim, você não vai precisar ficar procurando, por exemplo, escolas de ballet no bairro ou uma aula de judô em lugares que nem conhece. O Colégio Master é um exemplo disso, oferecendo aulas de judô e ballet para os pequenos.

 

No Comments

Add your review

Your email address will not be published.