Entre com a palavra chave

post

A história por trás da Festa Junina

A história por trás da Festa Junina

Para muitas pessoas, o mês de junho é sinônimo de Festa Junina (para nós, Masterfest), com muita quadrilha, canjica, pé de moleque, e outras gostosuras. É mês de fazer simpatia para Santo Antônio, pedir chuva para São Pedro e comemorar o dia de São João.

A comemoração junina é um hábito bem antigo e tipicamente brasileiro, mas engana-se quem pensa que essa tradição nasceu em nosso país. Ela acontece há vários séculos e em várias partes do mundo. Você conhece sua origem e sua verdadeira história/tradição?

A Festa Junina é uma tradição católica que celebra os dias de São João, Santo Antônio e São Pedro e foi trazida para o Brasil pela corte portuguesa.

Antes mesmo do nascimento de Jesus, os povos pagãos do hemisfério norte já celebravam o solstício de verão, que marca a época do ano (com início em junho no hemisfério norte) em que os dias ficam mais longos e as noites mais curtas. Para celebrar esse fato eram realizadas festas que serviam para pedir aos deuses a fertilidade da terra e ótimas colheitas nos próximos meses. À medida que o cristianismo foi crescendo, a Igreja Católica foi incorporando a tradição e, no século VI, a festa, que comemorava o solstício de verão, no 21º dia do mês, passou a ser comemorada no dia 24, para celebrar o nascimento de São João Batista, o famoso São João. No século XIII, o dia de Santo Antônio (13/06) e de São Pedro (29/06) também foram incluídos no calendário festivo de junho, tornando os três santos padroeiro das festas juninas.

São João Batista, o mais conhecido dos três santos, é o protetor dos doentes e casados, e, segundo a Bíblia, batizou Jesus.

Santo Antônio nasceu em Lisboa no ano de 1195, com o nome de Fernando de Bulhões. Quando ingressou na Ordem Franciscana, trocou o nome para Antônio. É o padroeiro dos pobres e o santo casamenteiro. Muitas vezes é invocado também para ajudar a encontrar objetos perdidos.

São Pedro, conhecido como dono da chuva, ganhou o nome de Simão ao nascer e foi chamado de Cefas por Jesus, que significa “pedra” em aramaico, devido à sua grande liderança. Muitos dizem que ele foi o primeiro papa da Igreja Católica. Segundo a tradição católica, foi nomeado como chaveiro do céu, pois recebeu a responsabilidade de fazer chover e comandar o clima.

No Comments

Add your review

Your email address will not be published.